sexta-feira, 10 de junho de 2011

O AMOR ESTÁ NO AR!

by Sonia Costa
www.artigosecronicas.com.br


Durante o mês de junho, principalmente o dia 12/06, pelo menos para os brasileiros, sentimos uma nostalgia gostosa pairando no ar, invadindo nossos corações e nos trazendo uma sensação de prazer e bem-estar. Consciente ou inconscientemente começamos poetar em palavras, a música que insiste em explodir de dentro de nossa alma. Claro, é a necessidade de possuirmos um amor para comemorar em grande estilo.

Todos nós já experimentamos essa sensação, pois é próprio de todo ser humano, a necessidade de amar e ser amado. Ter e poder usufruir de um amor, deveria ser uma constante ininterrupta em nossas vidas e não somente quando nos aproximamos do “dia dos namorados”. A questão é que como seres humanos que somos, temos nossas falhas e, infelizmente, o amor que dedicamos a alguém, também pode sofrer alterações momentâneas; precisamos aprender a trabalhar com isso, para que essas alterações não se tornem definitivas e acabem destruindo o belo, que outrora parecia imutável e indestrutível.

Tudo nesta vida é passageiro; até mesmo o amor humano. Às vezes costumamos dizer que fica viúvo é quem morre. Pensando bem, é a saudade que toma o lugar do amor que foi vivenciado e, por se entender que ele jamais voltará, vamos abrindo espaço e permitindo que aquele amor possa ser desconstruído, desalimentado e finalmente enterrado, pois sabemos que a nossa vida continua e não podemos nos enterrar vivos com um passado que acabou.

Quando perdemos um amor, seja para a morte ou mesmo para outra pessoa, tendemos a digerí-lo, de forma a permitir que ele se esvazie por si só; depois de digerido, o amor passado não poderá mais interferir em um novo amor que surgir diante de nós. Sempre achamos que não conseguiremos superar, mas como tudo é passageiro, sabemos muito bem que temos capacidade de virarmos a página do passado e caminharmos em direção a uma nova alegria; é nesse momento que entendemos que está na hora de deixarmos a “fila andar”. Porque sofrer por alguém que não consegue reconhecer o nosso valor, sendo que existem mil e uma outras possibilidades de sermos valorizados!? É que o amor gosta e sente prazer no sofrimento; é por isso que investimos num amor, mesmo que nos pareça impossível. Os nossos sonhos falam mais alto e a esperança em vê-lo realizado chega a ser tão forte, que o desprezo passa a ser um incentivo a mais para que esperemos a flor desabrochar!

Tanto homens quanto mulheres sentem prazer em viver num jardim florido, onde possam sentir o perfume do amor acompanhado do canto de pássaros, de preferência num dia ensolarado. Podemos dizer que esse sentimento, cultivado no jardim de nossas vidas são sentimentos do amor amigo. Esse nobre sentimento da amizade, apesar de ser importante para nossa auto-estima, é insuficiente para satisfazer todos os desejos da nossa alma. Por isso, mais dia, menos dia, olhamos para o nosso jardim e, de repente, uma das flores que embelezam nossa vida, passa a ter um algo a mais de especial, de inexplicável, e de incontrolável, que entra em nosso pensamento e desce ao nosso coração, sem pedir; a partir de então esse sentimento começa a criar raizes de emoções incontroláveis e toma conta de todos os nossos momentos, tanto do dia quanto da noite e até mesmo durante nossos sonhos. Claro, é o amor que está no ar!

Quando esse amor nos envolve, vivemos tanto momentos de euforia como de tristeza, devido a incerteza de não sabermos se estamos ou não, sendo correspondidos. Esse tipo de amor é tão forte e intenso que transparece através de nossos poros, nossos gestos, nossa voz, nosso olhar, nosso andar e do nosso agir. Quem ainda não foi questionado por seus amigos “você está diferente, mais bonito(a)!?… hummmmm, qual é a novidade?”. Aí, claro, o amor que está no ar nos impede de conseguirmos disfarçar o sorriso de quem viu “passarinho verde” e que teima em nos trair!

Pelo amor vivemos e pelo amor também morremos! Ao mesmo tempo que o amor nos dá estímulo para a vida, pode também nos encorajar para a morte em nome do amor. Quando o amor está no ar, temos dificuldades de controlar nossos atos e emoções; até mesmo nossa razão entra em parafuso. Precisamos sempre lembrar que somos humanos e que assim como os outros falham para conosco, nós também cometeremos falhas para com eles; assim, o importante é perdoarmos sempre. O perdão alimenta o amor e possui todos os ingredientes necessários para que o amor seja sadio.

O perdão atua como um hormônio para que o amor possa crescer e chegar ao amadurecimento, alimentando e sendo alimentado. Amor e perdão, perdão e amor sempre devem andar juntos, pois um alimenta o outro. Desde sempre o amor esteve no ar, nós é que muitas vezes não nos damos conta da sua existência. Quando olhamos apenas para nós mesmos, deixamos ervas daninhas, como a auto-suficiência, o orgulho e o egoísmo tomarem conta do nosso jardim, e por isso não conseguimos sentir a presença do amor.

Se alguém estiver carente e necessitado de amar e ser amado, existe um amor que sempre esteve no ar: é o amor de nosso Deus que nos criou. Esse é o amor perfeito, saturado de perdão e ao mesmo tempo de justiça. É Ele que nos mantém com vida e através do Seu amor, nos deu Seu proprio Filho Jesus Cristo para nos dar a vida eterna. “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho Unigênito, para que todo o que nEle crer, não pereça, mas tenha a vida eterna.” (Jo. 3:16)

Quando temos esse amor perfeito atuando em nossas vidas, temos maior facilidade para amarmos nossos semelhantes e também sermos amados por eles. O amor de Deus em nossas vidas proporciona condições para que o amor flua de forma mais prazerosa entre nós; essa afirmação pode ser compreendida pelo simples fato que quando amamos e sentimos que somos amados, teremos maior possibilidade de expressar esse amor e levar vida para as pessoas com as quais nos relacionamos. O amor de Deus para conosco é tão forte, que nos atraiu a Ele através da morte de seu Filho Jesus Cristo na cruz do calvário nos proporcionando vida eterna, para que pudéssemos viver esse amor eternamente. Que o amor que Deus demonstrou ter por nós, possa ser um exemplo de dedicação e afeto aos que convivem conosco!

Sempre sentiremos o amor no ar enquanto Deus estiver em nosso coração! O amor está no ar! Abra seu coração e permita ser amado(a) e também ame com todas as suas forças! O amor é vida! O amor é alegria! O amor é festa! Faça com que sua vida seja uma festa ininterrupta! Deus nos ajudará a vivermos assim, porque o amor está no ar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é bem vindo e seus comentários são importantes para nós.
Foi encaminhado para o moderador